Aparelhos Auditivos: Um Desafio !
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Aparelhos Auditivos: Um Desafio !

Fórum para discussão de pesquisas em Audiologia e adaptações de aparelhos auditivos


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Reabilitação Auditiva: O que fazer ??? Como fazer ???

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Vanessa


Admin
Pessoal,

Esta discussão foi uma sugestão enviada por e-mail. Acho
importante iniciarmos estudos nesta área que podem nos ajudar
na clínica fonoaudiológica.

Vamos lá ... todos podem falar aqui.

Vou pesquisar alguns textos que possam nos ajudar neste tema.

https://aparelhosauditivos.umforum.net

2Reabilitação Auditiva: O que fazer ??? Como fazer ??? Empty Caso clínico em Ter Jun 30, 2009 11:02 pm


Prezadas colegas!!!
Gostaria de sugestões e críticas ao caso que irei relatar.

Paciente de 70 anos de idade, sexo masculino, representante comercial, usuário de próteses auditivas digitais desde 2003. Na época foi adaptado modelo CIC em AO. Apresenta perda auditiva neurossensorial de grau moderado a severo. IRF a 80dB - 72% mono OD e 80dB - 68% OE.
Nos dados audiológicos anteriores observa-se decréscimo quanto a inteligibilidade de fala. Os limiares auditivos não sofreram alterações.
O paciente sempre compareceu ao Centro Auditivo para revisões e esclarecimentos, exigindo o que as próteses pudessem o auxiliar, porém as queixas quanto a dificuldade de discriminação foram crescendo ao longo dos anos. No último ano realizamos teste com novos modelos e juntamente com o paciente optamos pelo modelo Retroauricular. Selecionamos prótese com 7 canais. Enfim, até o momento, apesar das orientações, estratégias de comunicação, regulagens conforme as queixas, o paciente não se mostra satisfeito. Em todas as sessões enfatiza a dificuldade de discriminação.
Gostaria da atenção de todas as colegas
Obrigada



Última edição por Dê em Qua Jul 01, 2009 5:41 am, editado 1 vez(es)

Vanessa


Admin
No EIPA deram algumas dicas:
Escuto mas não entendo: harmonização entre frequencias - canais;
problemas técnicos-receptor; adaptação monoaural-efeitos físicos;
velocidade de processamento- paciente X próteses; gravidade da
perda-aspecto etiológico; ganho de agudos insuficiente;
amplificação de graves (mais ou menos); orientar a nova forma
de escutar; orientar em relação as mudanças e percepção
ambiental; o aspectco compressivo (compressão linear ou não-linear);
foco do paciente em experiência-cognição afetada-terapia;
controlar as expectativas do paciente mesmo antes do teste com a
prótese auditiva; investigação das queixas, identificar as
situações.

A discriminação é comprometida neste caso e acredito que a expectativa do
paciente é bastante alta ...isto compromete e muito o processo de adaptação.
Passo mais importante: orientação e encaminhar para reabilitação
auditiva. Vc conhece alguém na sua cidade ?
Somente protetização e regulagens não irão satisfazer o cliente.
Quando eu estava em filial sempre explicava ao paciente que o
volume observado no IRF é o volume que iremos dar no aparelho assim
iriamos conseguir aproveitar a % de discriminação, então se o valor era 80% poderíamos chegar a 86% e não a 100% como os pacientes desejam.
Mesmo com aparelhos de milhões de canais não devolveram a sensibilidade e
percepção do nervo da audição.

Estes casos são comuns na clínica e tenho certeza que muitas de nós temos
histórias que podem ajudar você.

https://aparelhosauditivos.umforum.net

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum